Telefone (11) 3044-2853

Trabalho de parto

trabalho de parto

Primeiros sinais do trabalho de parto

Os sintomas do trabalho de parto vem acompanhados de sinais característicos, diferentes dos que você vinha sentindo ultimamente, e por meio deles você saberá que é chegada a hora de dar à luz. Esse momento será definido pela progressão das contrações e da dilatação do seu colo uterino.

O dia tão esperadodo do nascimento e o trabalho de parto normal, quando começar, estarão marcados pelos sinais e sintomas que descrevemos abaixo

Sinais de aproximação do parto

  • Queda do ventre.
  • Saída de sangue ou tampão mucoso pela vagina
  • Contrações uterinas dolorosas e freqüentes.
  • Alterações no colo do útero (dilatação).
  • Rotura da bolsa das águas

Rompimento da bolsa das águas

A membrana amniótica ou bolsa das águas poderá romper-se antes ou durante o trabalho de parto. O reconhecimento da rotura da bolsa é feito através da saída, pela vagina, de um líquido semelhante à água-de-coco, de uma vez ou aos poucos, em quantidade variável, geralmente grande, escorrendo pelas pernas e molhando toda as suas roupas íntimas. Nessa situação você deve procurar assistência médica imediata em nível hospitalar.

Você deverá ficar internada para observação e, se até esse momento as contrações uterinas não começaram, possivelmente iniciarão em breve. Existe um risco de infecção para você e o bebê por estar a bolsa rompida, risco maior de acordo com a demora para o nascimento. Grande maioria das mulheres entra em trabalho de parto espontaneamente, até 24 horas após o rompimento da bolsa, se a gravidez é de termo (9 meses).

Contrações uterinas

A existência das contrações do útero é o sinal necessário e “decisivo” para o diagnóstico de certeza do início do trabalho de parto, principalmente se associada ao processo de dilatação progressiva do colo.

No início, as contrações serão sentidas como um endurecimento do seu útero, podendo ser fracas e percebidas apenas como uma dor leve nas costas e na parte inferior da barriga, causando uma pontada na vagina, ou semelhante à cólica menstrual. Com o passar do tempo, você deverá notar um aumento das dores que ocorrem junto com as contrações enquanto a sua barriga estiver dura, tornando-se cada vez mais fortes, duradouras e ritmadas, até atingirem progressivamente intervalos bem mais curtos. Com estes sintomas do trabalho de parto ocorrendo, nesse momento poderá, então, começar a marcar o tempo no relógio entre uma contração e outra, até que se alcance o ritmo necessário de uma contração a cada cinco minutos ou de pelo menos duas contrações em dez minutos, de forma seguida e regular, durante uma hora de observação no mínimo.

Caso ocorra o rompimento da bolsa, haverá o aumento das contrações e a aceleração do trabalho de parto. Por vezes poderá ser necessário que você fique em observação na maternidade para ter certeza de tratar-se do verdadeiro trabalho de parto, afastando um “alarme falso”, tão comum principalmente na primeira gestação.

Dilatação do colo uterino

Outro sintoma do trabalho de parto acontece no final da gravidez, quando você começa a sentir as contrações com maior freqüência e intensidade, pois o colo do útero passará por um processo de amadurecimento e preparação para o parto, tornando-se mais amolecido, centrado na vagina e apagando-se gradativamente até se incorporar totalmente à cavidade uterina, ao mesmo tempo que vai se abrindo.

A dilatação do colo é, portanto, resultado da ação persistente das contrações uterinas regulares e eficazes que ocorrem durante o trabalho de parto, empurrando assim a bolsa e o bebê progressivamente para baixo, até abrir o útero. Esse processo de dilatação passa por uma “fase inicial” com progressão lenta, para atingir depois a chamada “fase ativa do trabalho de parto”, com evolução mais rápida em poucas horas.

A velocidade da dilatação é, em média, de um centímetro por hora no seu primeiro parto, sendo mais acelerada nos próximos partos, em torno de um e meio centímetro ou mais a cada hora. A dilatação é dita total ou completa quando atinge dez centímetros.

Durante a fase de abertura e apagamento do colo uterino, poderá haver um leve sangramento local, que você perceberá sair como uma secreção de coloração avermelhada ou escura, geralmente misturada com o tampão vaginal tingindo-o de sangue, ou ainda sair após urinar.

Procure relaxar e manter a calma, descansando ao máximo no intervalo entre as contrações até que elas fiquem bem fortes, a cada cinco minutos sem parar.