Telefone (11) 3044-2853

HPV, Papiloma vírus humano

Afinal o que é?

O HPV Papiloma vírus humano é o agente causador de uma importante DST (Doença Sexualmente Transmissível) conhecida como condiloma acuminado, condilomatose. Doença verrucosa da região genital/sexual popularmente chamada de “crista de galo”. Existem 2 grupos de vírus HPV com relação ao risco potencial de câncer. Grupo A, de baixo risco e grupo B de alto risco (oncogênicos), onde estão incluídos os vírus 16 e 18, responsáveis por 70% dos casos de câncer do colo do útero.

Esta infecção pode causar a formação de verrugas na pele/mucosa da genital externa na mulher e no homem. Na grande maioria dos casos a evolução é benigna e a cura espontânea. Poderá também causar alterações e lesões (neoplasia epitelial de baixo e alto grau) no epitélio da vagina e, principalmente do colo do útero.

Quais os riscos do HPV?

As anormalidades causadas por estes vírus poderão, em uma reduzida quantidade de casos, evoluir com grau de invasão progressiva até levar a uma anomalia precursora do câncer do colo uterino. Apesar doo mais frequente, pode ser mesmo da vagina, vulva e ânus. No homem pode determinar o câncer do penis ou do ânus. A grande maioria da população sexualmente ativa, tanto de homens como de mulheres, já foram infectados em algum momento da vida pelo vírus HPV.

Como tratar o HPV papiloma vírus humano?

Não há um tratamento medicamentoso especifico e definitivo para o HPV Papiloma vírus humano. É realizada terapêutica com métodos destrutivos nos locais de lesões verrucosas ou com alterações teciduais importantes causadas pelo vírus. Na grande maioria dos casos a infecção e lesão regridem espontaneamente com o tempo, com as medidas adotadas para aumentar a imunidade do paciente.

O diagnóstico de infecção genital feminina pelo vírus HPV é feito geralmente através da coleta do exame preventivo de Papanicolaou do colo uterino.

As vacinas contra o HPV

Existe no mercado 2 tipos de vacinas altamente eficazes contra o vírus HPV. Uma bivalente com proteção contra 2 tipos de vírus oncogênicos, os 16-18 responsáveis por até 70% dos casos de câncer, e outra quadrivalente, contendo além destes dois, os vírus 6-11 causadores até 90% dos casos de verrugas genitais.